Labirinto de Rosas




Labirinto de rosas

me perco em ti toda hora

Busco saída e não encontro

Maldito seja esse desencontro


Luzes me guiam em trilhas

Onde não vejo saída

Somente me perco em passos

Que me sinto seguida


Anjos da noite observam

Risos maléficos liberam

Olhos negros longas asas

Falsas fadas mascaradas


Querubins, e seus afins

Torturam minha mente

Com falsas promessas de liberdade

Perdida estou entre as rosas da mocidade


Jardim escuro e secreto

De onde peço pra ser liberto

Grito orações e Blasfémias


Agora sim Vejo Saída...Anjo da Morte e sua mão estendida


(by Luna)

2 Comentários:

Natalia Fênix Gótica disse...

Adorei!!

Anônimo disse...

lindo como você sempre foi e será... princesa.

Postar um comentário