LUNA


Olho seu brilho, e me coloco a pensar!
És tão bela, iluminada.
Mas tão alta e solitária.
Em fases tão confusas em ti.

Presente estas, desde o principio.


E do seu magnifico panorama

Vistes do mundo os mais e belo,

E o mais cruel.

Fostes cortejadas, por tanto tempo


E tantos povos, Anciões e Bárbaros,

Souberam da tu força

Bruxas e seus servos, Admiram seu valor

És tua a mais bela face

Fonte de mistérios e histórias

Mas tão só e tão bela.


Olho teu brilho, minha eterna madre Luna

Iluminas o meu caminho

Guardas o meu segredo

Fica comigo ate a aurora

Fostes a única a me entender

Com seu brilho de prata no céu
Rompe da noite o escuro véu

Luna sedes mi madre

Protege meus sonhos


Guarda-os contigo

Brilha cheia em meus caminhos

Faça nova minha vida

Que sejas crescente em mi a força

Para que veja meus inimigos minguar


Luna sedes mi madre

Sedes minha força

Minha luz
Minha eterna amiga Luna

[by Lu]

2 Comentários:

Morbid Poet disse...

Luna doce luz companheira,que consola os tristes encanta os amantes...Oh adorada luz que infeitiça seus admiradores,ilumine nossos passos entre as trevas até a chegada luz eterna...
Adorei...agora sei por que você é chamada de luna rsrsrsr...bjs

Bruna disse...

(Poxa Fernando, pq vc sempre faz um poema quando vai escrever um comentario?...hauhaua)

Agora querida Lu, ameio o teu novo poema, o achei a tua cara, magnifico...Meus eternos parabens querida, vc merece...Lhe adoro...

Oh, continue sempre escrevendo, pois escrever nos liberta, e quando isso acontece, nós vamos para outras dimensões, que somente poucos conhecem...´Você escreve com o coração, e isso é o que torna uma excelente poeta, você é completa...

Beijos de quem lhe adoro muito>>>Bruna

Postar um comentário